Noite no Rio Vermelho

Salvador tem uma barraquinha de acarajé em cada esquina, mas para experimentar os quitutes preparados pelas baianas mais famosas da capital siga para o bairro do Rio Vermelho. No Largo de Santana, Dinha, Regina e Cyra demarcaram seus territórios, reunindo turistas, boêmios e artistas que têm por sua baiana favorita a mesma paixão que carregam por seus times do coração.

Além de saborear a iguaria à base de feijão fradinho, vatapá e camarão seco, aproveite para curtir o bairro que virou point noturno de Salvador, com bares animados e restaurantes descolados. O programa pode começar ao entardecer, para apreciar o crepúsculo, e terminar na madrugada, tamanha a oferta de opções pelo bairro.

Uma das novidades na área é a Praça Caramuru, inaugurada em 2016 e que ocupa o antigo “Mercado do Peixe”, como o local era conhecido há mais de 50 anos. O novo espaço reúne 11 restaurantes e oito quiosques de cardápios variados e alguns funcionam 24 horas, mantendo a tradição do antigo Mercado. A praça ganhou ainda uma área para shows e apresentações culturais e estacionamento.

Fora do Rio Vermelho, uma dica de point com o mesmo astral, perto do Pelourinho é a Rua de Santo Antônio Além do Carmo (como o nome diz, fica logo depois do Convento do Carmo). Vá no fim do dia, para curtir o pôr do sol na Baía de Todos-os-Santos do alto, nos muitos café e barzinhos instalados em pousadinhas coloridas. À noite, o movimento aumenta, com a abertura de bares e restaurantes que espalham mesinhas na calçada.

Por Editoria Férias Brasil